10.3.10

Diário de Bordo, 9 de Março de 2010

1. Mis aftas, n= 3. A maninha está a desenvolver uma película de um lado e a preparar-se para ficar boa, profundidade 6. A gigantesca continua feita estúpida gigante, profundidade 6. Dor sobretudo à mobilização, sempre, portanto, em moínha, mas com menor intensidade que ontem. A sub-lingual é que me anda a tirar do sério - e é a afta verdadeira, visto que as outras resultaram de três dentadas consecutivas enquanto comia qualquer coisa que devia estar deliciosa. O seu diâmetro está a aumentar, medindo agora 1 cm, profundidade grau 5. O Garrido recomendou um creme do qual sou capaz de me ter esquecido do nome, Dexaval? Bexident!! Nunca pensei escrever um parágrafo sobre estomatite aftosa no meu blog. Já escrevi três.

2. Estante, n= 1. Hoje vieram montar a nossa estante à medida do nicho que temos ao lado da janela. Fez um cagaçal no chão que nem vos conto, porque descobri que as inteligências que construíram isto não fazem ideia do que é um fio de prumo e foi preciso acertar as calhas com as paredes aos ésses. Está óptima, ficou tal qual como queria, i.e., uma Expedit à medida e, por isso, bem mais cara.

3. Tubos de aspirador, n= -1. Parece que parti o tubo do aspirador. Ups. Já colei com uma cola que era do Manel Caldas, o colega do Francisco que, quando foi embora para outra obra, nos deixou um legado de coisas que têm dado imenso jeito. Perdeu-se um colega de ténis, ganhou-se cola de montagem. 24 horas a secar, amanhã conto se resolveu o meu pequeno problema.

4. Esquentador, n= -1. Não directamente causado por mim, que nada fiz, e, como já andava a ameaçar há alguns dias, hoje o esquentador foi à vida, adeusinho águinha quente. Mestre virá ver se poderá fazer alguma coisa pelo moribundo, mas duvido. Mesmo mestre em Janeiro disse que arranjava mas bem a curto prazo (citando "pus esta pecinha e vai-se ver até quando aguenta"). Vamos comprar um esquentador novo, provavelmente. (Francisco, traz um de Andorra, deve ser mais barato. :D )

4. Dias sem o Francisco na primeira semana sem o dito cujo desde que moramos juntos: n = 4. Crises de ohmeudeusaquehoraséoavião-ahésódaquiaumasemana: n = 8, desde que foi embora.
Crises conjugais: n = 0. Escala Batista-Garnel (I-X): X. Já voltavas.

Até amanhã, com fotografias do cagaçal de aparas e da estante (hoje não tive paciência de passar para o mac)!

1 comment:

RaZor said...

Just dropped by to say hey!

It's said.