30.3.08

O El Guincho é a puta da loucura em quatro rodas.

Adoro esta expressão e sempre quis usá-la num post, nada melhor do que descrever o concerto numa só frase (que é, aliás, o título). O que é que acontece num concerto dele? Ele tem uma cena com botões para fazer entrar os samples (um qualquer coisa assim Roland SP-404), percussão (só me ocorre a palavra tambor e não me parece que seja profissional), uma pandeireta e um microfone. Ah, e o transe dele, que eu aposto que é um instrumento musical per si. As canções tornam-se mais longas porque ele improvisa mais, de maneira que até parece uma nova canção mas afinal é "aquela" do disco, cheia de acrescentos, com uma introdução maior, ainda mais psicadélica.
De resto, é aquilo que se sabe: a puta da loucura em quatro rodas. A incapacidade em estar quieto. (Os indies britânicos, até eles, mexiam-se lá para o final e eu digo-vos: que plateia mais difícil!)

O alinhamento foi ligeiramente diferente do Alegranza:
Antillas
Kalise
Polca Mazurca
Fata Morgana
Palmitos Park
Prez Lagarto
Cuando Maravilla Fui
Costa Paraíso

(Acho que não houve Buenos Matrimonios Ahi Fuera.)

Claro que eu só descobri as letras no myspace dele a dois dias de ir para lá, então usava a minha macarrónica interpretação para acompanhar. Ainda assim, acho que a malta à minha volta pensou que eu sabia aquilo tudo de cor - e estavam parados, na grande maioria, visto que só eu, as minhas quatro amigas e dois espanhóis não relacionados connosco é que dançávamos.

Os Mystery Jets, que tocaram a seguir, são completamente naquela, mas têm um hype tremendo. Toda a gente, à excepção dos sete que dançavam, estava lá por causa deles - era o concerto de lançamento do novo álbum. Só tinham uma música de jeito "Hand me down" e até estou a ser simpática, mas são produzidos pelo Erol Alkan e já foram remisturados pelo Switch e todos os blogs falam neles. A Time Out britânica deu uma estrela ao álbum - e eu confio em tipos que conseguem compilar a vida cultural londrina numa revista. Claro que a malta indie estava em completa euforia. Não se compreende.

2 comments:

Nimpo said...

LOOL que lindo

JORGE said...

"de per si"